A importância do alinhamento dos eixos

  • Post category:Helibombas
You are currently viewing A importância do alinhamento dos eixos

Descubra as consequências da falta de alinhamento no seu equipamento e quais os métodos para ajustá-la.

Grande parte de manter um equipamento industrial funcionando bem envolve manutenções regulares e a garantia de que a maquinaria está sempre lubrificada e devidamente alinhada.

Quando os eixos de bombas rotativas, como é o caso das helicoidais, estão desalinhados, os riscos de pausas não planejadas no funcionamento aumentam dramaticamente, o que gera muitos gastos. A falta de alinhamento também danifica engates e outras partes, porque aumenta a quantidade de pressão, resultando em problemas que podem impactar a produção de uma companhia:

• Fricção em excesso, que gera mais desgaste e consumo de energia, além da possibilidade de defeitos prematuros;
• Desgaste excessivo em rolamentos e selos, levando a falhas prematuras;
• Falha nos eixos e engates;
• Excesso de vazamento de lubrificantes;
• Falha nos engates e parafusos;
• Vibração e barulhos excessivos.

Desalinhamento dos eixos

O desalinhamento dos eixos em uma bomba helicoidal é responsável por 50% de todos os custos relacionados a avarias no maquinário. Por isso, o alinhamento pode prevenir um grande número de problemas e reduzir períodos de desligamento que acaba gerando perda de produção. Na desafiadora realidade atual, que exige redução de custos e otimização de ativos, a necessidade de um alinhamento preciso dos eixos nunca foi tão grande.

Tipos de desalinhamento

Equipamentos de bombeamento precisam ser alinhados horizontal e verticalmente. O desalinhamento pode ocorrer de maneira paralela ou angular, ou em uma combinação de ambos.

Basicamente, há dois tipos de desalinhamento: paralelo (ou deslocamento) e angular. No primeiro, as linhas centrais dos eixos estão paralelas, mas deslocadas. Já no segundo, o ângulo entre as duas peças é diferente.

O desalinhamento paralelo pode ser subcategorizado, posteriormente, como horizontal – gerado pelo movimento horizontal de um eixo em relação ao outro, com ambos operando horizontal e paralelamente – ou vertical – quando o eixo do motor se move verticalmente em relação ao eixo da bomba, com ambos operando vertical e paralelamente.

Similarmente, o desalinhamento angular pode ser categorizado como horizontal e vertical.

Corrigindo o desalinhamento dos eixos

Há diversos métodos de alinhamento possíveis para uma bomba helicoidal. Entre eles, os mais comuns são:

• Métodos tradicionais

Muito comuns ainda hoje, os métodos tradicionais incluem inspeção visual combinada com uma régua ou medidor. No segundo caso, a régua é posicionada entre dois rolamentos, dando suporte a um ou mais eixos, enquanto o inspetor de manutenção avalia se os componentes estão devidamente alinhados.

Esses métodos têm a vantagem de ser rápidos e relativamente fáceis, mas são altamente imprecisos e não oferecem a exatidão que o maquinário exige.

• Indicadores de discagem

Outro método tradicional de medir o desalinhamento dos eixos são os indicadores de discagem. Eles oferecem alta precisão, no entanto também apresentam certos problemas, porque não só exigem um alto nível de habilidade técnica para serem usados corretamente, mas também consomem mais tempo.

Eles não fazem medições em tempo real para permitir aos técnicos simultaneamente medir e ajustar o alinhamento correto. Isso porque devem ser removidos e reinstalados depois de cada ajuste de alinhamento, fazendo com que o processo para obter medidas acabe sendo longo.

• Ferramentas guiadas a laser

De maneira geral, são rápidas, precisas, fáceis de usar e precisam de apenas uma instalação. Além disso, garantem mais exatidão do que indicadores de discagem, sem exigir habilidades especiais para obter resultados. As ferramentas a laser para alinhamento dos eixos tipicamente consistem em duas unidades, cada uma capaz de emitir e detectar feixes de luz, e um controle portátil.

As unidades se ajustam aos eixos através de suportes ou correntes magnéticas. Para que funcionem, o operador ativa o instrumento através do controle e um laser é projetado no detector. Um display no controle mostra as medidas em tempo real durante o alinhamento, evitando a remoção e reinstalação dos instrumentos depois de cada ajuste. Além disso, o sistema também documenta os valores, que podem ser baixados em um computador e utilizados como referência para alinhamentos futuros.

Essas ferramentas a laser representam um avanço em comparação aos métodos tradicionais, permitindo mais rapidez e precisão na hora de fazer o alinhamento dos eixos de uma bomba helicoidal na comparação com os métodos tradicionais e com os indicadores de discagem. Há diversos dispositivos disponíveis no mercado, com diferentes níveis de sofisticação e preços.

Mantenha o alinhamento correto

Uma vez que um desalinhamento é detectado, analisado e corrigido, é essencial ter um programa de manutenção periódica para manter tudo correndo bem. Parte disso envolve checagens para documentar as condições de alinhamento antes de um equipamento ser removido da produção. Isso dá ao usuário a habilidade de instalar novos maquinários com os mesmos valores de alinhamento. Também é importante verificar ser as condições estão sempre dentro de um nível de tolerância.

Usar esses passos simples para detectar, corrigir e manter propriamente o alinhamento dos eixos pode prevenir desligamentos não planejados, que geram custos altos. Uma grande vantagem é que há muitas opções de ferramentas a laser muito modernas para tornar esse processo o mais simples possível.

Você conhece as vantagens de uma bomba helicoidal para a indústria química?